Duração

Publicado: 29/01/2016 em muito feliz

Tudo o que acontece sem platéia, dura mais. Em tempos de compartilhamento de informações na velocidade da luz, aquilo que ocorre ao nosso redor pode ser conhecido no instante seguinte lá nas terras onde ainda não amanheceu o dia.

Temos uma sociedade que respira alta competitividade, geralmente nociva e que atende pelo codinome Inveja e se prolifera no âmbito profissional, de negócios, pessoal e até sentimental. Basta um novo acontecimento vir à superfície pra movimentar a casa de apostas em quanto tempo vai durar.

As pessoas gostam de espetáculo e não perdem um bom lugar na platéia, com direito a combo de pipoca e refrigerante. Apreciam e aplaudem o trágico e o drama pois são campeões de audiência. Porque temas como a comédia, superação, romance e principalmente conquistas, não dão bilheteria. Aquela máxima “Se está dando certo, não conte” está carregada de verdade em todos os sentidos.

Vai trocar de emprego, não conte. Vai casar, não publique antecipadamente. Começou novo relacionamento, não divulgue. Comprou um imóvel, só conte com as chaves na mão. Vai viajar, poste as fotos quando retornar, pois o risco do avião cair ou o navio afundar é nulo. Experimente! Perceba que conquistas incomodam e há quem se sinta ferido e ofendido por aquele que se sai bem em alguma coisa, não importa se o motivo da alegria é material ou sentimental.

A moça passou cinco meses em absoluto silêncio durante o processo de financiamento do seu apartamento. Deixou que as pessoas soubessem através da foto do capacho da entrada, na semana da sua mudança. Na contramão, outra amiga viu seu relacionamento escorrer pelo ralo quando anunciou sua felicidade e os planos do casal querer morar juntos. O final infeliz é que não estão mais juntos. Aquela ideia do amigo em fazer intercâmbio em outro país foi abortada depois de ouvir todas as opiniões e conselhos dizendo que era loucura. Investiu o dinheiro em um empreendimento que também não deu certo.

Seja o que for que decida mudar, trabalhe seu objetivo em silêncio, tem muita gente fazendo barulho ensurdecedor e desnecessário no mundo, desviando a atenção do Universo que conspira a seu favor. E quem não está a seu favor, está contra, é simples. O meio termo daquele que está em cima do muro é a tradução do ‘isso não vai dar certo…’

Ficou lá atrás em dias distantes e esquecidos, aquela época que se podia abraçar com risos e lágrimas de felicidade, as boas notícias. Em meio a tanta competição de egos inflados, as conquistas devem ser guardadas. E se compartilhada que seja com poucos. Raros, eu diria. Um ou dois, quem sabe. Dura mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s